Mas afinal de contas quem é e o que caracteriza um bom líder?

Líder é aquela pessoa que tem a capacidade de administrar pessoas e equipes com as mais diversas personalidades e habilidades. Gerenciando as equipes de forma a mobilizá-las em prol de um objetivo comum.

De maneira sucinta, liderar é conseguir se comunicar com as pessoas fazendo-as enxergar seu valor e potencial de maneira clara forte. De forma a convencê-las a acreditarem em si mesmas, de que são capazes de se colocarem em movimento. Se sentindo parte importante de todo o processo, responsáveis pelo sucesso do ambiente e coniventes com os resultados buscados.

Uma das principais qualidades de um líder eficaz é saber como conquistar o respeito da sua equipe. Através da influência e da capacidade de empatia que constrói ao longo dos dias compartilhados.

Liderar é completamente diferente do movimento que acontecia com certa frequência dentro das empresas no passado. Não nos importa apenas um cargo de chefia, interessado em números e produtividade sem se importar com o ser humano envolvido no processo.

Há muito a posição estratégica dentro da hierarquia da empresa não conta mais, mas sim sua sensibilidade e senso de justiça, singularidade e a capacidade de neutralizar e equilibrar o ambiente contribuindo para a expansão do negócio são os adjetivos mais requisitados para um bom líder.

Quando uma equipe é tratada de forma justa e igual, cria-se a sensação de segurança. O que é algo extremamente construtivo e um importante fator de nivelamento no ambiente de trabalho.

O bom líder impacta a sua equipe, a conduz para cumprir os prazos, a serem eficazes no trabalho e os motiva.

Portanto, ele se torna uma peça-chave para o bom andamento das atividades. Afinal, precisará supervisionar, acompanhar e ajudar o seu time a concluir seus objetivos. Se mantendo firmes a filosofia da empresa ou do ambiente aonde estão inseridos.

Jesus: o maior líder de todos os tempos.

Agora que você já sabe o que é e tem um bom líder, provavelmente está aí se perguntando: “Mas e em quem posso me espelhar para modelar a liderança?”.

Então estou aqui para te dizer que essa é uma ótima pergunta e sua resposta te leva para um universo paralelo com inúmeras respostas e novos questionamentos.

Você provavelmente já ouviu falar de Jesus de Nazaré. Um grande homem que deixou um legado tão grande para a humanidade. Nos faz acreditar em nosso potencial e em nossos sonhos, porque eles são do nosso tamanho.

Jesus ainda hoje carrega o título de maior líder de todos os tempos e essa história começou quando ele encontrou outros 12 homens, todos absolutamente comuns e os transformou em homens capazes de escrever e traduzir os maiores ensinamentos que os seres humanos já tiveram alcance.

Quando ele conheceu esses 12 homens tudo o que fez foi juntá-los, motivá-los e extrair de cada um sua habilidade, colocando-a em sua potência máxima.

Caminhou junto aos seus apóstolos!

Mas não bastou apenas despertar esse grande potencial, Ele caminhou junto aos seus apóstolos entendendo todos os momentos em que os joelhos dos homens se curvavam em sinal de dificuldade e com muita humildade Ele os conduzia sendo seu pilar de orientação.

Essa é uma das características que mais aproxima os líderes de suas equipes, aumentando a influência que ele exerce criando um grau de empatia de alto impacto.

Além disso, a paciência e a proatividade são cruciais para um bom líder, que entende a importância de ele ser a primeira pessoa a realizar e fazer o que precisa ser feito, dando o seu melhor e confiando na sua entrega.

Aliás, confiança é uma palavra que se torna constante na vida do líder e principalmente dentro da sua equipe. A confiança é a base que permite os liderados expressarem sua capacidade de entrega e conexão com o propósito do projeto em que estão inseridos.

Com Jesus aprendemos que em qualquer circunstância se relacionar implica quebra de distanciamento, interesse e amor pelas pessoas, ser gentil e amável com todos, não fazer discriminações, acreditar no potencial e possibilidades dos outros, abrir espaço para o crescimento, saber perdoar, ser um incentivador.

Essa descrição sobre a base dos relacionamentos, sejam eles da natureza que for, nos traz a compreensão que relacionamento saudável é o que mantém uma equipe unida e comprometida em suas entregas.

Primeiro o líder ensina, depois ele começa por suas atitudes e por fim ele senta junto para fazer a condução do processo de perto. Não existe conexão e entrega que não esteja ligada pela proximidade de ambas as partes.

LIDERAR É UM ATO DE AMOR.

Jesus de Nazaré nos prova isso quando morre na cruz a fim de libertar a sua equipe e a tornar protagonista em realizar o seu propósito.

Enfim, quando estamos ligados em Cristo, conectados de verdade, nossa entrega pelos seus ensinamentos se torna muito intensa. É desta forma que acontece com as empresas, com as equipes, com as pessoas.

Gostou do post? Deixe seus comentários, dúvidas e sugestões!

Até o próximo post,
Com carinho,

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here