Vivemos cada vez mais conectados com as pessoas a nossa volta, não é verdade? As distâncias não existem mais, os limites para nos comunicarmos evaporaram e as oportunidades se multiplicaram. Essa realidade nos fez enxergar a importância das conexões estratégicas para a nossa vida profissional e pessoal. 

Mas, como você sabe, não adianta saber dessa importância se nada for feito para otimizar essas conexões. Pensando nisso, criei algumas dicas para você aproveitar ao máximo todas as vantagens do networking, das trocas e das parcerias e saber como desenvolver as conexões estratégicas na sua vida. Não perde por nada, hein!

1. Networking além do convencional

Está na hora de ir além do Networking básico, afinal, aquela troca de cartões já ficou no passado. Não espere a pessoa aparecer na sua frente para você se apresentar e conseguir a atenção dela. Provoque esse encontro. Isso mesmo, crie situações de networking.
Não estou dizendo para você começar a seguir as pessoas como naqueles filmes de serial killer, só estou lembrando da importância de criar as situações ao invés de esperar que elas aconteçam.
E como fazer isso? Tendo iniciativa, entrando em contato sem medo do que vão pensar. O “não” você já tem, lembre-se disso. Pense sempre o que você tem a perder se você falar com tal pessoa. Como você já sabe a resposta, a dica está dada.
Além disso, participe de eventos do seu setor, prestigie sua rede de contatos com a sua presença, quando possível e esteja disponível para as pessoas.

2. Saia da posição de receptor para um networking de sucesso

Leia também: Marca pessoal x Marca do seu negócio

Não pense que as conexões estratégicas existem só para te favorecer. O segredo do networking de sucesso e das trocas verdadeiras é dar antes de receber, ou seja, ajudar as pessoas de alguma forma sem esperar nada em troca. Esse é o caminho natural que faz com que suas relações sejam ricas e duradouras.
Sabe aquele prazer em presentear, em ver os outros felizes com algo que você pode ajudar? É sobre isso que estou falando! E antes que alguém me pergunte o que eu ganho com isso, respondo: o que você ganha é esse prazer natural, essa sensação de que você importa e faz a diferença na vida do outro. Conhece algo melhor do que isso?

 

3. Case-se com seus parceiros

Como assim Fernanda? Um casamento de sucesso é trocar felicidades e experiências, é estar para o outro e o outro estar para você, mesmo com todas as diferenças e desafios diários. É estar presente com toda a sua bagagem.
Com seus parceiros estratégicos é a mesma coisa. É estar perto apesar de tudo e para tudo. É se importar.

4. Desapegue do resultado e foque no networking desinteressado

As conexões sem interesse envolvido fazem parte da tendência Netweaving, chamada assim pelo autor Robert Littell. Essa expressão significa rede de tecelões e vai além do sentido literal já que envolve um networking mais humanizado e desinteressado. Nesse caso, o verdadeiro interesse é no outro, no que ele precisa e deseja e não o contrário.
Isso envolve uma mudança de mindset, de tudo o que já ouvimos falar sobre networking. Bora praticar?

Reparou que tudo o que falei aqui se refere a construir relações, confiança e presença? É muito mais do que pregam por aí! Não é um mero contato na agenda ou no celular. É o contato. A pessoa. É o que você cria com ela.
Eu, por exemplo, faço questão de cultivar relacionamentos e não colecionar contatos. Entende a diferença? Vibro com os resultados dos meus clientes, através do desenvolvimento e do meu networking, como se fossem os meus próprios! É isso que colore a vida!

Por fim, tenho uma pergunta para te fazer: está preparada para fazer parte dessa comunidade? Então vem comigo!
Participe do próximo evento de networking no dia 21 de Setembro. Uma baita oportunidade de colocar essas dicas em prática! Clique aqui e inscreva-se!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here