Trabalhar em casa, com conforto, determinando o seu próprio horário, seu estilo de vida e ajustando de forma mais precisa a agenda de toda a família.

Esse é o sonho de grande parte das mulheres, já que o número de tarefas que estão condicionadas à nossa persona é grande.

Esse estilo de vida e forma de trabalhar vem crescendo muito nos últimos anos.

Seja para vender algo, produzir ou prestar algum serviço, a modalidade home office é um meio para quem deseja ter mais liberdade e autonomia em suas entregas profissionais, além de uma oferta diferenciada de ganhos financeiros.

Profissionais liberais e grande parte das intraempreendedoras adotam esse estilo de vida.

Mas ao mesmo tempo em que essa nova forma de conduzir a vida surgiu, a preocupação em como administrar o tempo, o foco e separar profissional do pessoal tem sido um dos grandes desafios da jornada dessas mulheres.

Tudo começa com um sentar no seu escritório ou na sua sala de produção e passados alguns minutos, lembrar que a máquina terminou de lavar as roupas e você já pode estendê-las. Ou terminar alguma entrega enquanto prepara o almoço.

Essa falta de separação traz anseios desnecessários para vida da mulher, baixam a produtividade e mexem na autoestima e na sensação de realização com aquilo que se esteve proposta.

Como você usa suas habilidades hoje?

O que você determinou para sua vida? O que está disposta a buscar, aprender e realizar? Como você se vê daqui cinco anos?

Quando você passa a fazer uma mudança em sua vida, uma questão precisa estar bem resolvida dentro de você. E essa questão está ligada ao seu nível de merecimento.

O quanto você se sente merecedora por ser dona dos seus horários, da sua forma de construir e entregar sem sair do conforto do seu lar.

Como está o seu nível de merecimento consigo, para entender e compreender que você pode transformar a sua casa no seu local de trabalho por algumas horas do dia em dias específicos?

Como está o seu nível de merecimento em escolher quais os dias da semana você vai trabalhar, estudar e curtir a família, em montar o seu padrão de acordo com aquilo que você mais deseja?

Entender suas habilidades e potencializá-las a um ponto em que consiga uma grande concentração e transformação de energia em foco e produção.

Isso tem a ver com decisão, organização e planejamento. E isso depende de um acordo, um acordo que você faz consigo mesma e que não pode ser rompido.

Os maiores desafios de trabalhar em casa

Para fazer dar certo o processo dessa nova maneira de entregar suas habilidades profissionais, alguns desafios precisam ser superados e estratégias de funcionamento precisam ser estabelecidas.

Ter claro o que você vai entregar, qual conhecimento você precisa buscar, ter um plano estratégico de negócios e regras claras estabelecidas com a família, são algumas das ações a serem tomadas para que um bom funcionamento aconteça dentro do período de trabalho.

Mas quando inicia esse processo, o que muitas mulheres descobrem é que pequenas situações são inimigas dessa modalidade de trabalho.

Casa x escritório

Você decidiu trabalhar da sua casa, mas as horas dedicadas ao seu trabalho não podem parecer a sua casa, que é o lugar que guarda sua intimidade.

Você precisa ter um ambiente exclusivo para realizar suas tarefas, sem que você passe o dia de pijama para fazer o que precisa ser feito.

Ao acordar, inicie um ritual como se fosse sair de casa mesmo, e ao longo do dia tente não desfocar daquilo a que você se propôs.

Coloque horário fixos, siga sua agenda e não deixe situações externas interferirem o tempo todo na sua produtividade.

Disciplina x flexibilidade

Ter autonomia com os horários e até mesmo decidir como o trabalho será distribuído ao longo da semana é maravilhoso.

Porém, não confunda sua flexibilidade com tenho todo tempo livre. O que acontece para algumas profissionais em modalidade home office é que acham que podem resolver qualquer coisa, a qualquer instante, afinal “tem tempo livre” ou “fazem o seu tempo”.

Essa falta de organização e foco com o horário dedicado ao trabalho pode prejudicar a entrega, fazendo com que aja um acúmulo de trabalho ou uma execução com baixa qualidade, o que num longo prazo pode ser descrito com frustração e desistência.

Tenha uma agenda semanal, com flexibilidade para fatores externos diariamente, mas todos com horários pré-estabelecidos.

Não abra exceções para tudo e classifique as informações que chegam até você. O que é urgente, o que é importante e o que é relevante, o que precisa receber não, o que vai impulsionar seu negócio e o que não vai fazer nenhuma diferença.

Preste atenção ao que você busca de verdade.

Preconceito

Se você decidiu trabalhar em casa, provavelmente em algum momento você deve ter escutado algo relacionado a “você pode fazer isso porque está o dia todo em casa” ou “trabalhar de casa é coisa de preguiçoso”, “bem capaz que isso dá certo, isso não existe trabalhar assim”.

Na verdade, esse pré-conceito e preconceito mostram com muita clareza que esse tipo de modalidade não é para qualquer pessoa, pois já mostram as crenças que estão de forma muito forte no cotidiano das pessoas.

Agora, se você escolheu trabalhar home office, precisa ser firme ao que acredita e superar o achismo das outras pessoas.

Só existe uma forma de mostrar a quem tem preconceito que não é como colocam, e essa forma é fazer o que precisa ser feito e viver intensamente os bons resultados que você irá colher.

Resultado e realização são ótimos argumentos e na maioria das vezes se tornam incontestáveis, e consequentemente te trarão autoridade nessa modalidade de trabalho.

VOCÊ É O QUE VOCÊ ACREDITA.

Gostou dessas dicas? Deixe seus comentários, dúvidas e sugestões!

Até o próximo post,
Com carinho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here