o-que-e-intraempreendedorismo-e-como-ele-beneficia-sua-empresa

Estamos todos familiarizados com o termo ’empreendedorismo’ — cunhado pela primeira vez na França no início dos anos 1700. Mas você sabe o que é o intraempreendedorismo?

 

O intraempreendedorismo é um fenômeno de empoderamento dos funcionários dentro da empresa, valorizando suas ideias e convertendo-as em um modelo com fins lucrativos para o negócio. 

 

É a combinação das responsabilidades do funcionário com suas habilidades de empreendedorismo que cria um intraempreendedor. 

 

Um intraempreendedor é o funcionário que aproveita uma oportunidade, desenvolve uma ideia e a leva ao próximo nível para a melhoria da organização.

 

Quer entender mais o que é o intraempreendedorismo, e como incentivá-lo na sua empresa? Então confira o artigo que preparei abaixo!

 

Empreendedorismo vs Intraempreendedorismo

Enquanto os empreendedores iniciam e dirigem suas próprias empresas, os intraempreendedores são responsáveis ​​por inovar dentro de uma organização existente.

 

O intraempreendedorismo bem-sucedido utiliza estruturas e recursos existentes, e essa abordagem de baixo para cima geralmente leva a iniciativas que promovem a empresa como um todo.

 

A configuração não é a única coisa que separa os termos — outro diferenciador importante é o risco. 

 

Trabalhando em uma empresa estabelecida, os intraempreendedores estão provavelmente assumindo menos riscos do que aqueles que lideram seus próprios empreendimentos.

 

O outro lado é que o intraempreendedorismo oferece mais liberdade, irrestrita por operar dentro de uma organização existente e as possíveis limitações que vêm com isso, embora também possa ganhar mais se o empreendimento for bem-sucedido.

 

O surgimento do termo

Apesar de pouco usado, o termo intraempreendedorismo não é recente. O conceito é creditado a Gifford Pinchot, um empresário, autor e inventor americano, que cunhou o termo em um artigo que ele co-escreveu com sua esposa em 1978, intitulado ‘Empreendedorismo Intra-Corporativo’.

 

Pinchot destaca que, embora os intraempreendedores possuam qualidades como motivação e responsabilidade intrínsecas, eles também exibem o que ele descreve como a característica “ambas”.

 

Inclusive, certa vez disse:

 

“Os intraempreendedores são os sonhadores que fazem. Os que assumem a responsabilidade de criar inovação de qualquer tipo, dentro de uma empresa.”

 

Ou seja, intraempreendedorismo é mais do que apenas uma “fábrica de ideias”. O verdadeiro intraempreendedorismo significa assumir a responsabilidade pela gestão dessa ideia e levá-la à realidade lucrativa.

 

Por que o intraempreendedorismo é importante?

Dadas essas definições, é justo dizer que o intraempreendedorismo é considerado altamente benéfico tanto para o intraempreendedor quanto para a organização na qual ele opera.

 

Do ponto de vista da empresa, fomentar o intraempreendedorismo pode resultar em mudanças inovadoras, resultados e uma maior agilidade que, no nível mais básico, melhoram a eficiência, reduzem custos ou aumentam a lucratividade.

 

Ajuda as empresas a gerar crescimento e também adiciona um nível de flexibilidade. Embora uma empresa possa ter se tornado muito forte em uma área específica, um intraempreendedor pode ver uma nova e diferente oportunidade, direção ou forma de trabalhar.

 

Além disso, um dos grandes benefícios de um intraempreendedor é que ele conhece a empresa melhor do que qualquer pessoa de fora. E essa experiência pode significar que ele viu uma oportunidade que antes havia sido esquecida.

 

O intraempreendedorismo também tem o benefício de abrir os olhos de uma organização para gestores em potencial de projetos que podem trazer mudanças positivas. 

 

Os intraempreendedores pensam e agem de maneira diferente dos outros funcionários e possuem características geralmente consideradas desejáveis ​​na alta administração.

 

Envolver esses funcionários com funções diferentes das que estão acostumados tem o duplo benefício de ajudar a empresa a identificar futuros líderes, ao mesmo tempo que os treina.

 

Como criar intraempreendedores no meu negócio?

Um aspecto-chave para fomentar o intraempreendedorismo é ouvir as ideias dos funcionários e dar-lhes espaço para se desenvolver.

 

Mas você ainda precisa de um processo para que eles realizem todo o seu potencial!

 

Planeje e crie um processo realista que permitirá que você e seus intraempreendedores definam seus objetivos e os executem com sucesso.

 

Depois de identificar seus intraempreendedores, reúna-os e exponha-os ao processo de desenvolvimento de ideias. Em vez de tarefas e projetos, ofereça liberdade e objetivos.

 

Incentive-os a sair do escopo de seu trabalho, fazer brainstorming, inovar e não ser convencional. Ofereça-lhes recursos e também, fundamentalmente, tempo para atingir seus objetivos.

 

Aceite que o fracasso é inevitável em algum estágio e não o estigmatize quando acontecer. Cada projeto fracassado é uma lição aprendida.

 

Da mesma forma, quando o caminho traçado por seus intraempreendedores leva ao sucesso, celebre-o e desenvolva-o. 

 

E para você que quer desenvolver o intraempreendedorismo em sua empresa, apresentou meu Planner do Método Destrave. Ele vai lhe ajudar a gerir sua vida e carreira, e permitir que todo o seu potencial seja alcançado.

 

Para acessá-lo, é só clicar no botão abaixo!

 

QUERO A PLANILHA DE AUTOGESTÃO AGORA MESMO!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here