Ultimamente, temos falado e lido muito sobre a necessidade de diferenciação, não é mesmo? Mas o que não falamos tanto é sobre a necessidade de aceitação que mora em cada um de nós, em níveis diferentes, é verdade, mas que está aí e aqui pronta para fazer seus estragos se não soubermos controlá-la. 

Querer ser aceito é, segundo a Psicologia, desejar ser acolhido do jeito que somos, incluindo todos os defeitos, qualidades e particularidades, sem que tenhamos que mudar nada para agradar aos outros ou nos ajustar conforme as expectativas alheias. 

O fato é que existe uma unanimidade quanto a esse assunto, ou seja, todo mundo gosta da sensação de ser aceito, valorizado e reconhecido, não acha? Pois é, mas o que você precisa ter mudar no seu mindset é que essa necessidade não deve ser uma condição para ser feliz. Se acontecer, ótimo, se não rolar, tudo bem, segue o baile. 

Como sei que esse processo de mudança de mindset não é tão simples assim, resolvi separar algumas dicas para te ajudar nessa missão. Vem comigo!

Conheça o Movimento RESET!

1. Autoaceitação antes de tudo

A autoaceitação ajuda no processo de desapegar da aceitação dos outros. Você precisa regá-la diariamente para que ela sempre seja maior do que todas as interferências externas. 

Entretanto, autoaceitação não significa aceitar a síndrome de Gabriela –eu nasci assim, eu cresci assim, eu vivi assim, eu sou mesmo assim, vou ser sempre assim”, mas sim, identificar e reconhecer seus pontos de força e os pontos de fragilidade, trabalhando para melhorar e evoluir a cada dia.

Praticar a autoaceitação é respeitar a sua trajetória sem culpas e sem “e se’s”, é olhar para frente reverenciando tudo o que você passou para chegar até aqui. É se colocar em primeiro lugar sem achar que está sendo egoísta. 

2. Construa uma base sólida

Sempre bato nessa tecla, aliás, todos os meus treinamentos e mentorias começam pela base porque, se ela é forte, todo o restante se constrói com mais força e você não corre o risco de ficar voltando várias vezes à estaca zero. 

E como se constrói uma base sólida? Identificando e vivendo conforme seus valores; construindo tijolinho por tijolinho do autoconhecimento, mesmo que isso leve tempo; não abrindo mão dos sonhos e do brilho no olho, enfim, o caminho é por aí. Dessa forma, você nunca mais ficará sem chão.

3. Fuja da comparação como o diabo foge da cruz

Muitas pessoas, em busca pela aceitação alheia, acabam caindo na armadilha de se comparar aos outros. E aí a sensação é a aquela de se achar inferior, atrasado, fracassado. A lista é grande, não é? 

Na mesma linha, as redes sociais intensificam os riscos de cair nessa armadilha, eu sei, mas o primeiro passo para evitar cair nesse ciclo vicioso é identificar o processo. Como acontece, como começa e como você se sente, avalie esses pontos antes de tudo. Depois, esteja ciente de que comparar resultados é só uma ponta do iceberg, afinal, a trajetória de cada um não costumamos enxergar, concorda? 

4. Não se anule

Segundo o Instituto Brasileiro de Psicanálise Clínica (IBPC), a busca pela aceitação (de grupos ou parceiros) pode desgastar as relações, porque, para agradar ao outro, a pessoa acaba anulando suas próprias vontades, opiniões e sentimentos, o que pode gerar problemas emocionais e psicológicos graves. 

Nesse caso, gosto de comparar pessoas a maioria dos negócios, que escolhe um nicho porque não pode agradar ao mercado todo. Alguns vão gostar, outros podem até odiar, alguns vão colar e não desgrudar mais, outros vão ficar por um tempo e depois se afastar, assim é a vida real. 

O que importa nesse processo é que você se mantenha firme e focado na sua vida e nos seus sonhos, mesmo que o mundo não pareça tão bom algumas vezes.

5. Preserve a sua saúde física e mental

Leia também: Inteligência Emocional para evitar o Estresse e Ansiedade no Trabalho

Esses dois itens são a sua fortaleza que, se bem cuidados, ajudam você a manter a sua força apesar de tudo e apesar de todos, sem que você precise mendigar pela aceitação dos outros. 

Pratique o autocuidado e priorize suas necessidades: cuide do seu tempo, da sua saúde, da sua beleza, da sua autoestima, da sua segurança emocional, da sua mente, do seu lazer, do seu desenvolvimento profissional. Cuide do seu equilíbrio e preserve-se.

Entendeu por que você não precisa ser aceito o tempo todo por todo mundo? O mais importante para mim é você enxergar o caminho para essa liberdade e independência. 

Conta comigo nesse processo.

Até as próximas dicas!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here