procrastinação

Como vencer a procrastinação usando essas 3 estratégias?

Quem nunca procrastinou na vida? Se você não reconhece o ato pelo nome saiba que procrastinar é quando deixamos algo para fazer depois, adiamos uma situação, uma atividade ou uma obrigação. É algo normal, todo mundo tende a fazer isso de vez em quando.
O problema é quando a procrastinação se torna recorrente e começa a atrapalhar o desempenho na vida pessoal e na vida profissional. Muitas vezes acabamos por negligenciar tarefas que não poderíamos deixar para outro momento.
Quando falta dedicação e atenção a uma coisa que precisamos fazer, estamos procrastinando. Isso ocorre quando estamos muito nervosos, ansiosos, quando há bloqueio criativo ou qualquer outra coisa que atrapalhe a concentração.
Mas como sair dessa? Se você está à procura de métodos eficazes para vencer esse problema, esse é o lugar certo. Separamos TRÊS estratégias infalíveis. Confira a seguir!

Impactos do ato de procrastinar

procratinação

Por que procrastinamos? Essa é uma pergunta que muita gente deve fazer. Em muitos casos é algo “automático”. Nem percebemos que estamos fazendo. No entanto, quando protelar tarefas se torna um hábito, muitas consequências negativas podem aparecer.
Os impactos da procrastinação são gigantescos e afetam não apenas em um ambiente de trabalho, mas também a vida social.
Um dos primeiros gatilhos para começar a procrastinar é a falta de motivação. Temos uma atividade a realizar, mas não sentimos vontade, gana, desejo de fazer. Quando uma tarefa não parece interessante, ou recompensadora, a nossa tendência é “empurrar com a barriga”, deixar para depois. E isso pode atrapalhar o cumprimento de prazos, causar atrasos na empresa, por exemplo, e ainda afetar a convivência com outras pessoas.

O ciclo negativo da procrastinação

Ao procrastinar iniciamos um ciclo negativo em todas as áreas da vida. Digamos que você trabalhe com a produção de relatórios para uma empresa e precisa entregá-los toda quinta-feira. Você tem de segunda a quarta-feira para escrever com tranquilidade, mas como há esse espaço de tempo não dá o devido valor à tarefa. Ao chegar em cima da hora, no dia, você começa.
Quais são os impactos? A atividade não será bem realizada, você fará tudo na correria, terá uma sensação de que o dia tem menos tempo, não conseguirá se relacionar bem com os colegas de empresa e até mesmo com a família, além do grave risco de perder o emprego.
O início do ato de procrastinar nunca é prejudicial, pelo contrário, parece algo bom. Deixar para depois uma coisa que não necessariamente precisamos fazer no momento, dá até a sensação de termos mais tempo para viver. O problema é que aos poucos perdemos a noção do próprio tempo que temos. E aí tarefas mais urgentes também entram no ciclo, resultando em todos os impactos citados anteriormente.

Estratégias para vencer a procrastinação e o que fazer para sair desse ciclo vicioso que é o ato de procrastinar.

Preparamos três dicas fundamentais que funcionam como as atitudes iniciais que você precisa tomar para modificar de uma vez por todas esse quadro negativo na sua vida.

Controle seu tempo:

Se você quer parar de protelar para fazer suas atividades, a primeira coisa a fazer é entender que o tempo é precioso e por mais que exista uma boa margem para realizar determinada tarefa, a melhor opção é sempre estar adiantado. Quanto mais cedo você começar, mais cedo termina e mais cedo fica livre. A tomada de decisão para isso é muito importante. Decida pelo agora, não pelo depois. Depois disso, crie rotinas que permitam que a sua produção seja mais orgânica, menos apressada. Mas o mais importante é conseguir controlar o tempo. Se você tem 3 dias para entregar sua obrigação, tente cumpri-la antes disso. Use o tempo a seu favor, nunca como um inimigo. Outra dica é saber dizer não para adiar algo que precisa fazer. Quanto mais protelações, menor será a possibilidade de deixar de procrastinar.

Estabeleça metas:

procrastinação

Já que a falta de motivação é um forte aliado da procrastinação, uma poderosa estratégia é buscar incentivos. Como fazer isso? Através da criação de metas. Por exemplo: se você precisa fazer cinco tarefas durante o dia, a cada uma que conseguir fazer se dê um “prêmio”. Esse incentivo pode aparecer de várias maneiras. Tire alguns minutos de descanso, olhe o céu e as nuvens. Qualquer coisa que lhe dê prazer, lhe dê um sentimento de renovação. Além de servir como incentivo, as metas podem ser o que você precisa para restabelecer as energias e conseguir ser muito mais produtivo.

Mude hábitos:

As duas dicas anteriores só serão possíveis se você seguir a risca a terceira estratégia, que é a mudança de hábitos. Mesmas atitudes resultarão em mesmos resultados. Se você está acostumado a deixar tudo para última hora, busque otimizar o tempo. Se há muitas tarefas a fazer, divida-as em outras tarefas menores. Separe um tempo para cada uma delas. Fazendo isso será mais fácil controlá-lo (dica 1). Trabalhe seu corpo e sua mente para produzir com mais qualidade e menos quantidade. Não é melhor fazer um pouco em vários dias do que tudo de uma vez em apenas um dia? Não é fácil mudar hábito, mas nesse caso é mais do que necessário. A principal dica é evitar distrações, coisas que te atrapalhem a concentração. Busque verificar o que te incomoda (seja no trabalho, em casa ou qualquer outro ambiente). A partir disso, pense em como fazer para produzir mais e com maior tranquilidade. Somente criando hábitos novos será possível deixar os antigos, inclusive a procrastinação.

E agora, o que fazer?

Por fim, encare essas três estratégias como os primeiros passos para sair da vida de procrastinação. É um hábito difícil de mudar pois nos acostumamos muito facilmente com ele. Mas é totalmente possível mudar o quadro. Criar uma rotina regrada, com metas e incentivos é muito importante para que possamos, a partir disso, ser mais produtivos.
Você já sofreu ou ainda sofre com o ato de procrastinar? Quais foram os maiores impactos causados em sua vida? Deixe um comentário com as suas experiências e, claro, compartilhe esse post nas redes sociais e visite meu site!
Abraços,
Fernanda Tochetto

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here