Você sofre para tomar decisões? Quantas vezes em sua vida você se viu duelando por dentro para decidir algo? Quantas vezes você colocou e tirou pesos da balança para chegar a um denominador comum?

Tomar decisões é um dos processos mais difíceis e peculiares na vida de uma pessoa. E geralmente, é um processo que causa estresse, porque não conseguimos dominar as emoções que estão envolvidas no percurso.

Você deve se perguntar toda vez, por que esse processo é tão carregado, e por que tomar decisões é uma tarefa tão árdua em alguns momentos.

Isso acontece porque sempre colocamos lado a lado as nossas opções. Lembra da pergunta “e se?”? E se eu fizer assim, e se eu escolher essa cor, e se eu escolher aquela outra.

As dúvidas

Elas comandam o andar do processo, nos trazendo inúmeros questionamentos e tendemos a ir pelo caminho mais rápido, sem compreender se ele é de fato o melhor caminho.

E eu imagino que você deva estar se questionando, por que ajo assim?

Deixamos a ansiedade conduzir aquilo que buscamos e por isso que sofremos tanto na hora de decidir. Geralmente você já queria estar com o resultado acontecendo.

A decisão é a flecha que aponta o caminho, é para onde vamos e de lá construiremos o resultado que buscamos. Ela sempre fará parte da nossa jornada.

A decisão promove algum tipo de mudança em nossa vida, nos faz sair da zona de conforto e nos expõe a desafios, trocas, outras culturas, outras pessoas, outros ambientes.

A decisão é o pilar de qualquer ação em nossa vida. Ela promove o ato de inovação, crescimento e desenvolvimento, seja nosso de forma singular, seja ao ambiente em que estamos inseridos.

Veja bem, a decisão de Albert Einstein em enfrentar os preconceitos que ele enfrentava, fez com que ele mudasse o mundo.

Etapas da decisão

Para facilitar o processo da tomada de decisão e diminuir a tensão que envolve esse momento, alguns passos são de expressiva importância.

 

Reduza a preocupação

Seja mais prática, menos é mais. Coloque todas as possibilidades em um papel, anote prós e contras, coloque prazo de análise e diminua a intensidade que coloca no processo. Você vai ter que decidir, então por que sofrer tanto?

Traga para sua vida ferramentas que te ajudem a relaxar e a encontrar o seu ponto de equilíbrio (a meditação é uma ótima pedida). Isso vai te ajudar a controlar as emoções e fortalecer sua conexão consigo mesma.

Visualize e traga pensamentos positivos para sua mente

Simples assim, feche os olhos durante a meditação, ou alguns minutos antes de dormir e recorde bons momentos da sua vida, momentos que te trouxeram alegria e então projete esse sentimento a sua decisão.

A energia que você emana ao mundo é aquela que conecta o universo com você. Treine esse processo todos os dias, cada dia um minuto a mais, a transformação em sua jornada será grandiosa.

Mantenha-se focada

Decidiu? Treine sua mente e coloque toda sua energia, busque tudo aquilo que te ajudar a fomentar ainda mais sua decisão.

Como? Com informações, ferramentas, com suas ações. Dê seu máximo com o seu comportamento, faça todos os dias, seja fiel a você. Crie uma mentalidade de sucesso!

Não se arrependa e seja resiliente. Se surgirem adversidades no percurso você saberá como conduzir cada uma de forma clara e isso te deixará cada vez mais forte.

Descanse

O lazer é uma parte significativa na vida de qualquer ser humano. O sono, a alimentação e o movimento do corpo estão ligados a esse momento de lazer.

O lazer é o momento de se cuidar, de se recompensar, de se fortalecer. Assim, você estará muito centrada com a sua essência e com aquilo que você realmente quer para sua vida.

O que você vai ganhar ou perder com a sua decisão? O que você vai ganhar ou perder se não toma-la ou se não tiver isso na sua vida? Essas são questões que você deve compreender e analisar se ainda ficar com alguma dúvida.

Tenha sempre em mente que a clareza é o melhor recurso para fazer o melhor antes,
durante e após o processo.

Afinal, o mundo é movido por decisões. A sua decisão de alguma forma vai impactar a longo ou curto prazo o ambiente aonde você está.

Então reflita: como você pode tornar o mundo melhor com aquilo que você decide? Faça esse barco navegar, afinal, a viagem deve ser intensa e abundante. Você merece.

Gostou dessas dicas? Deixe seus comentários, dúvidas e sugestões!

Até o próximo post,
Com carinho,

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here